traga-seu-evento

sugira-programacao1

topo_menu
Acompanhe Aqui:
Programação cultural da Maré e do Museu

Ensaio Aberto
do bloco
"Se Benze Que Dá"

Desfile - Grito Excluidos (Foto de Francisco Valdean)Data:  9 de Abril
Horário: 19 horas
Local: Antiga Fábrica da Quartzolit
Rua Capitão Carlos nº 216, Timbau - Maré
(Passarela 7 da Av. Brasil, próximo à quadra da Escola Corações Unidos)

Quando vai às ruas da Maré, além da bateria e passistas que somam por volta de 70 pessoas, o número de integrantes cresce exponencialmente ao som da chamada “Vem pra rua, morador”!


O Se Benze Que Dá, além de ser um bloco carnavalesco,
é um instrumento de luta Política, Cultural e Educacional.


O Se Benze Que Dá é constituído por moradores e amigos do bairro Maré, maior complexo de favelas da cidade do Rio de Janeiro. O bloco é motivado principalmente pela dificuldade de circulação interna de seus moradores, entre as diferentes comunidades que constituem a Maré e pela vontade de interferir positivamente em sua realidade social.

O Bloco que fez o seu primeiro desfile no carnaval do ano de 2005, tem se firmado ao longo dos últimos anos como um importante movimento de resistência cultural e de contestação acerca da criminalização da pobreza e dos movimentos sociais. A média de integrantes varia, mas quando vai às ruas da Maré, além da bateria e passistas que somam por volta de 70 pessoas, este número cresce exponencialmente ao som da chamada “Vem pra rua, morador”!

Se Benze Que Dá - divulgaçãoSBqDa_GritoExcluidos2_Foto_FranciscoValdeanDesfile - Foto Renata Souza

O Bloco desfila anualmente aos sábados
que precedem e sucedem o calendário oficial do carnaval,
sempre às 9h, com pontos de encontro que variam a cada ano.

Fazendo jus ao seu lema, “Diversão sem Alienação”, participa constantemente de manifestações e atos públicos. Como é o caso de 2008, em pleno surto da epidemia de Dengue, foi realizado um desfile temático pelas ruas da Maré. Com ótimos resultados e adesão dos moradores, alertando para a necessidade de ação conjunta contra a doença. Em 2009, o Bloco participou do ato “Outra Maré é possível”, uma caminhada pela valorização da vida e o fim da violência.

Ao longo destes cinco anos de existência, o Se Benze que Dá – que teve seu nome inspirado no desafio de transpor as barreiras impostas pela violência no bairro – tem sido um espaço de integração e compartilhamento de saberes. Ao contrário do que acontece nas grandes escolas de samba, o pré-requisito para a participação no Bloco não é saber tocar com maestria qualquer instrumento que seja: mas tão somente querer participar, aprender e fortalecer a luta popular por um mundo diferente, mais justo e menos desigual.

Para mais informações:
http://www.blocosebenzequeda.com/
Galeria de Imagens: http://picasaweb.google.com/sebenzequeda/